segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

51st GRAMMY AWARDS

Há alguns anos que o Grammy não me surpreendia tanto como ontem, 08 de fevereiro. Diferente das edições exaustivamente regadas ao Hip Hop – nada contra, mas sabemos que não só de Hip Hop vive a música -, ontem também subiram ao palco da premiação o rock’n roll, o country, o rhythm’n blues, enfim, a variedade que compõe o cenário musical mundial. E todos os estilos muito bem representados.

Para abrir a 51ª edição do Grammy Awards, o U2 apareceu no palco e garantiu uma performance das inebriantes, com a canção “Get On Your Boots”, um tipo hino antiguerra que fez com que lembrássemos por que esta ainda é uma das mais queridas bandas dos últimos tempos.





Justin Timberlake, que conquistou meu gosto pelo talento em cantar, tocar vários instrumentos, compor, produzir e por aí vai, chamou ao palco uma das lendas da música mundial, Al Green, e com ele fez um dueto com a canção que se tornou inesquecível na voz de Tina Turner, “Let’s Stay Together”. Mais tarde, Justin voltou ao palco para mais um dueto, dessa vez com o rapper T.I. e seu sucesso “Dead and Gone”.

Radiohead também foi uma grata surpresa, principalmente por ter se apresentado com a banda marcial da University of Southern California. A mistura funcionou e foi responsável por um dos pontos altos do evento.

Chris Martin, do Coldplay, tocou seu piano e cantou “Lost” com a participação do rapper Jay-Z. Em seguida, correu para outro palco e apresentou, junto aos outros integrantes da banda, a badalada “Viva La Vida”.

Paul McCartney, acompanhado na bateria pelo ensandecido Dave Ghrol do Foo Fighters, tocou a animada “I Saw Her Standing There”.

Entre as prestigiosas apresentações da noite, B.B. King, Buddy Guy, Keith Urban e John Mayer homenagearam Bo Diddley, um ícone do R&B e do rock, falecido em 2008.







Uma das participações mais esperadas por mim foi a de Robert Plant, junto com a cantora de bluegrass Alison Krauss. Eles cantaram “Rich Woman” e “Gone, Gone, Gone”, numa performance que me deixou com vontade de conhecer o disco que, vejam só, levou o principal prêmio da noite, o de melhor álbum do ano, com “Raising Sand”, do qual a canção “Rich Woman” levou o Grammy como melhor colaboração pop com vocais e “Please Read The Letter” saiu com a categoria gravação do ano.



Outras performances no Grammy 2009: Jamie Foxx, Smokey Robinson, Duke Fakir e Ne-Yo (homenagem ao grupo Four Tops); Jennifer Hudson, Stevie Wonder e Jonas Brothers, T.I., Jay-Z, Li’l Wayne, Kanye West e M.I.A.; Kate Perry; Kanye West e Estelle.

Confira os principais vencedores do 51st Grammy Awards:

Melhor álbum de R&B
Jennifer Hudson, de Jennifer Hudson

Melhor canção do ano
Viva La Vida, do Coldplay

Melhor colaboração pop
Robert Plant e Alison Krauss, por Rich Woman

Melhor álbum de rock
Viva La Vida or Death and All His Friends, do Coldplay

Artista Revelação
Adele

Gravação do ano
Please Read the Letter, de Robert Plant e Alison Krauss

Melhor Dupla ou Grupo Pop
Viva La Vida, do Coldplay

Melhor Álbum de Vocal Pop
Rockferry, de Duffy

Melhor Vocal Pop Masculino
John Mayer, com Say

Melhor performance vocal pop feminina
Adele, por Chasing Pavements

Melhor performance instrumental pop
I Dreamed There Was no War, do Eagles

Melhor álbum dance/eletrônico
Alive 2007, do Daft Punk

Melhor performance solo de rock
Gravity, de John Mayer

Melhor canção de rock
Girls in Their Summer Clothes, de Bruce Springsteen

Melhor álbum de música alternativa
In Rainbows, do Radiohead

Melhor performance vocal feminina de R&B
Superwoman, de Alicia Keys

Melhor performance vocal masculina de R&B
Miss Independent, de Ne-Yo

Melhor álbum de rap
Tha Carter III, de Lil Wayne

Melhor álbum do ano
Raising Sand, de Robert Plant e Alison Krauss

0 comentários: