sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Livros em Revista - Entrevista com Carla Dias e Debora Barbieri

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Coisas de Sting


Sting é um grande instrumentista, inspirado letrista, um músico de ótimas qualidades. Um dos discos dele que mais gosto foi lançado em 1993. Apesar do tempo que separa o lançamento do agora, este é um disco atual.

Ten Summoner’s Tales traz uma série de músicas belíssimas, com arranjos impecáveis. Também a riqueza rítmica me seduziu, não só por ser fã de carteirinha do baterista que participou deste projeto, Vinnie Colaiuta, mas também pela arquitetura musical idealizada por Sting.

A primeira vez que ouvi as canções desse trabalho, não foi em CD. O DVD Ten Summoner’s Tales pode trazer o mesmo material que o CD, mas certo é ter os dois. Filmado na casa de Sting, Lake House, em Wiltshire, Inglaterra, o DVD traz versões ao vivo, além de momentos interessantíssimos entre os músicos.


sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Across The Universe


Eu não sou conhecedora dos The Beatles como alguns que eu conheço. Na verdade, comecei a me aprofundar na obra deles, depois de ouvir todos os discos, ano passado, e compreender a genialidade, os belíssimos arranjos e as instigantes letras que seduzem milhões e há décadas.

Permiti-me seduzir... Finalmente, alguns amigos alegaram. Finalmente, posso alegar.

Depois dos discos, veio o conhecimento sobre as mais interessantes versões de hits da banda. Incrível como os mocinhos de Liverpool criaram canções capazes de permanecer tão atuais. E foi aí que cheguei a um fantástico musical: Across The Universe.



Lançado em 2007, este filme é uma obra-prima, mesmo se considerado pelo meu parco conhecimento sobre The Beatles. Se eu não conhecesse nenhuma canção apresentada no filme, certamente me apaixonaria por ele assim mesmo, e no ato!

A história de Across The Universe é muito bem costurada às cenas musicais, misturando-se o enredo de forma tão intensa que as músicas parecem surgir, como se fossem a trilha sonora da trama. Não sentimos aquele quê de “agora é hora da música” que nos desconecta da história e muitas vezes nos aborrece em fórmulas prontas de musicais não tão bem produzidos.


Há momentos especiais, como as participações de Joe Cocker em Come Together e de Bono Vox em I am the Walrus. Sem contar as presenças marcantes de Dana Fuchs e Martin Luther.


Com um elenco de primeira, atores e intérpretes, entre eles Evan Rachel Wood interpretando Lucy e Jim Sturgess como Jude, e a visão moderna da diretora Julie Taymor, Across The Universe certamente nos oferece uma viagem fantástica pelo tão fantástico quanto mundo de John, Paul, George e Ringo.


Quatro Minutos


Hoje passarei na locadora. Quem sabe, depois de alguns pedidos, eles já tenham recebido o filme que desejo assistir novamente. Não... Ele não é nada fácil de digerir, porém tem aquela beleza bruta que toda dolência oferece. E a gente se apaixona justo por aqueles momentos em que as personagens principais se rendem ao afeto que nasce entre elas, apesar da relutância, das suas biografias desgrenhadas.

Assisti Quatro Minutos num canal de TV a cabo, há alguns meses. Vier Minuten (2006 | Chris Kraus), nome de batismo do dito, ele que é oriundo da Alemanha, fala sobre duas mulheres: uma jovem, brincado de cabra-cega com vida à beira do abismo, e uma já senhora, com a história de vida embrenhada nas rugas que enfeitam a sua feição dura.

Nada na vida dessas mulheres remete à leveza. O filme se passa, quase inteiro, dentro de uma prisão feminina, na qual Traude Krüger (Monica Bleibtreu) leciona piano e Jenny von Loeben (Hannah Herzsprung), um talento musical voraz, cumpre pena por assassinato.


É justamente a música que consegue nos lembrar da humanidade dessas pessoas envolvidas com seus crimes, suas carências, a autoria de vidas desamparadas. O piano na sala de concreto fria, à mercê da realidade; os dedos de Jenny dançando ora rasteiros ora lânguidos pelo piano, enfrentando a austeridade da professora. Em alguns momentos, torcemos para elas se dispam das suas reservas, das tolas proteções, e demonstrem um pouco que seja de carinho uma pela outra. Não que o carinho não exista.

Belíssimo filme, com duas atrizes fantásticas, e uma cena final que me deixou muito emocionada. Só gostaria de saber se é a própria Hannah Herzsprung quem toca o piano. As cenas dela ao piano são um misto de exuberância, raiva, ritmo e paixão.


terça-feira, 15 de setembro de 2009

Carla Dias e Debora Barbieri no Livros em Revista

Assista, ao vivo, no programa Livros em Revista, a entrevista de Carla Dias e Debora Barbieri sobre o livro Os estranhos, da [sic] editorial. Quinta-feira, dia 24 de setembro, às 15h na ClicTV - clictv.uol.com.br.

Clique na imagem abaixo para conferir o flyer.



segunda-feira, 14 de setembro de 2009

NUMB3RS

Há algum tempo que venho observando a matemática de uma maneira diferente. Que ela faz parte do nosso cotidiano, bem sabemos. Seja aprendendo música ou dirigindo uma empresa, eles estão lá: os números. O que é possível se alcançar com eles não são apenas resultados, mas também todo o processo que nos leva até eles e, muitas vezes, há como transformá-los em história a ser contada.

Foi pensando na matemática como uma forma de resolver mistérios, além de todas as funções que já lhe cabem, que foi criada uma série que conheci ano passado, mas que somente neste ano comecei a assistir, desde o início. Numb3rs entrará na sua 6ª temporada e estou quase no fim da quinta. De duas semanas até hoje, assisti quase 3 temporadas, fascinada pelo universo de Don e Charles Epps.

Don é um respeitado agente do FBI que conta com a colaboração de seu irmão Charles, um gênio da matemática, para resolver crimes. Apesar de este ser o tema central da série, como a matemática pode ser eficaz para definir trajetórias, calcular próximos eventos, localizar os bandidos e por aí vai, Numb3rs prioriza também o relacionamento conturbado, porém extremamente respeitoso, entre os irmãos, o pai, Alan, assim como com os companheiros de trabalho no FBI, onde Don coordena sua equipe, e na universidade onde Charles é professor.

A 6ª temporada estreará nos Estados Unidos em setembro, pela CBS. No Brasil, Numb3rs é transmitida pela A&M.

Site oficial: http://www.cbs.com/primetime/numb3rs

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Querido Mundo - Temporada no Teatro Cleide Yáconis

De 12 de setembro a 08 de novembro, você poderá conferir o espetáculo Querido Mundo no Teatro Cleide Yáconis, no Shopping Silvio Romero Tatuapé.

Confira o site do espetáculo: www.queridomundo.com.br.

Leia artigo publicado no Talhe sobre o espetáculo, clicando AQUI.

QUERIDO MUNDO
De 12 de setembro a 08 de novembro

Teatro Cleide Yáconis
Shopping Silvio Romero Tatuapé
Tel: 2093-2464
Rua Coelho Lisboa, 334 - Pça Silvio Romero / SP
700 metros do Metro Tatuapé

Bilheteria de terça a domingo a partir das 14h
200 lugares

Janis Joplin

Hoje publiquei uma crônica no site Crônica do Dia sobre Janis Joplin, ou melhor, sobre o que essa intérprete significa para mim.
Quem quiser conferir: http://www.patio.com.br/cronica.