terça-feira, 4 de maio de 2010

Brothers & Sisters


Brothers & Sisters é uma série dramática com uma pitada de humor e sarcasmo. Uma tragicomédia familiar capaz de nos tirar o fôlego, de nos fazer cair no choro ou gargalhar até. De nos fazer render ao romance sem medo de passarmos por tolos.

Se para você isso se parece mais com uma mistura de clichês, melhor ir até a locadora mais próxima e alugar a primeira temporada. Mas sem se esquecer de que, quando se trata de família, o que importa para fazer uma história se destacar é a forma como os dramas, os romances, os ideais... Os clichês são abordados.

A série conta a história de uma família norte-americana da Califórnia. São cinco irmãos mais diferentes impossível, um tio presente, uma mãe extremamente engajada em cuidar de suas crias, alguns agregados e um pai falecido que está mais presente do que nunca, através dos segredos sobre ele que são revelados ao longo da trama.

Sally Field é uma atriz que admiro muito. Como A matriarca da família Walker, Nora, ela dá uma aula de atuação, pois consegue evitar que a personagem se torne caricata, já que se trata de uma mãe extremamente passional quando se trata de suas crias. E são os cinco filhos dessa mulher que permitem à série desfechos de episódios tão pungentes.

Muitos atores do elenco de Brothers & Sisters já passaram por outras séries, sendo algumas delas grandes sucessos. Calista Flockhart, é ganhadora do Globo de Ouro pela sua atuação como protagonista de Ally MacBeal. Rachel Griffiths é vencedora do Emmy por Six Feet Under. Antes de começar a assistir Brothers & Sisters, e sendo fã de Ally MacBeal e Six Feet Under, peguei-me pensando que seria impossível desconectar essas atrizes de suas ex-séries, de tão marcantes foram suas atuações. No entanto, tanto Calista quanto Rachel se mostram talentosas atrizes ao interpretarem as irmãs Walker.

A política é assunto presente em Brothers & Sisters. Kitty trabalha diretamente com ela, e os seus irmãos e sua mãe têm significativas opiniões a respeito. Outros temas tão intensos quanto são recorrentes na série, e o que mais me agrada é a forma como são abordados, através dos filhos.

Justin (Dave Annable) volta da guerra e se vê as voltas com o vício. Kevin (Matthew Rhys) é um advogado bem-sucedido, gay e extremamente sarcástico. Thomas (Balthazar Getty) lida com a esterilidade, enquanto tenta manter o negócio da família. Kitty (Calista Flockhart) volta para casa, depois da morte do pai, e tem de lidar com um conturbado relacionamento com a mãe. Sarah (Rachel Griffiths) equilibra a vida como empresária e o papel de mãe de dois filhos.

Com a quarta temporada em exibição no Brasil, Brothers & Sisters é uma série muito bem construída, com atores talentosos, direção cadenciada e roteiristas capazes de criar episódios fantásticos.


2 comentários:

Anônimo disse...

esses Brothers e Sisters tem bons elogios dos criticos! pelo menos em todos os lugares onde já li sobre essa série o pessoal que critica séries, foi só elogios pro desempenho dessa "grande familia americana"! bem que alguma emissora de tv aberta poderia passar a série! Marcos Punch.

Carla Dias disse...

Mas acho que ela acabará sendo veiculada por alguma TV aberta, como a maioria das séries já são.
É sim uma série bem bacana... Ao menos para o meu gosto : )