quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

As superadas se superam




Espaço e respeito é conquista diária para todos, mas além dessa batalha cotidiana, a mulher ainda exibe – ora com graça e ora descendo dos saltos – a sua capacidade indelével de lidar com várias coisas ao mesmo tempo. Na hora de se virar para resolver todas as tarefas, e atender a todos que lhe exigem presença, ela quase sempre tira de letra.

Fato é que a mulher também – ou principalmente - é multitarefa quando se trata das emoções. Sendo assim, além das batalhas cotidianas, ela equilibra todos os assuntos do coração, enquanto lida com os altibaixos da sua própria percepção sobre eles. É justamente sobre alguns desses altibaixos que o espetáculo Superadas se debruça, mas com graça, que em muitos momentos a melhor saída é rir.

Catarina Abdala
Dirigido por Eduardo Figueiredo, o mesmo de Mulheres Alteradas, Superadas está em cartaz no Teatro Gazeta, em São Paulo. Baseado no segundo livro da cartunista argentina Maitena, Superadas conta com a adaptação para o teatro do também cartunista Miguel Paiva.

Mel Lisboa
Margarida (Catarina Abdala) declara independência e se separa do marido e do seu personal trainer. Para ela, a grande festa que planeja oferecer é para celebrar sua independência, assim como a alta da terapia e seus seios novos. Marta (Flávia Guedes) e Marisa (Mel Lisboa) são suas melhores amigas. Por meio dessas três amigas, o espetáculo mostra como essas mulheres lidam com os diversos papeis que desempenham, do profissional ao de mãe e esposa, sem abrir mão de uma boa sessão com a cartomante, digladiar-se com a empregada tirana (ambas interpretadas por Flávia Guedes) ou de se atrapalhar com as peculiaridades – e cabos – da tecnologia. Mel Lisboa também interpreta a filha de Margarida, Patrícia, assim como a moça da plateia. Todos os papeis masculinos cabem a Raphael Viana, entre eles o de ex-marido de Margarida, pai de Patrícia, o personal trainer e o rapaz da plateia.

Flávia Guedes
Superadas oferece um toque de leveza aos assuntos complicados que fazem parte da transformação pela qual o universo feminino vem passando, espiando da necessidade de conexão – humana e tecnológica - ao vislumbre sobre o que o futuro lhes reserva. No espetáculo, tudo isso acontece e "desacontece", de acordo com o desejo – e o humor – de suas protagonistas.

Raphael Viana
Não posso deixar de dizer que a presença de Catarina Abdala é inebriante. Como espectadora, identifiquei-me com as armadilhas e me deliciei com as saídas que sua personagem encontra para lidar com a separação e a descoberta de que, como dedicadas a melhorar a capacidade de ser multitarefa emocional, as mulheres podem escolher entre sentar e chorar ou perder o fôlego de tanto gargalhar.

Por em vez de serem superadas, superarem.


SUPERADAS

Até 9 de março de 2014

Teatro Gazeta
Av. Paulista, 900
Bela Vista, São Paulo / SP
Informações: 11. 3884 9977

HORÁRIO
Sexta 21h | Sábado 22h | Domingo 18h

CLASSIFICAÇÃO
Não recomendado para menores de 12 anos.

INGRESSOS
Clique aqui.

Autora: Maitena
Dramaturgia: Miguel Paiva

ELENCO
Catarina Abdala, Mel Lisboa, Flávia Guedes e Raphael Viana

Direção: Eduardo Figueiredo
Direção Musical e Trilha Original: Dani Black
Músicos/Estúdio: Maicon Ananias e Felipe Roseno
Figurinos: Theodoro Cochrane
Assistente de Figurinos: Tatiana Cavalin
Cenário: Maira Knox
Desenho de Luz: Fernando Azambuja e Otavio Dias
Preparação de Elenco: Dani Biancardi
Coreografias: Janaina Marlene
Programação Visual: Mariana Resnik
Fotos: Guga Melgar
Assistente de Direção: Diogo Villa Maior
Estágio de Direção: Frederico Giesen
Gerente de Produção: Bia Izar
Produção Executiva: Aline Pereira
Assistência de Produção: Gisa Guttervil
Assistência de Produção RJ: Tarso Souza
Secretária: Renata Vieira
Administrador: Thais Somaio
Direção de Produção: Maurício Machado
Realização e Produção: Manhas Manias de Evento

FACEBOOK


0 comentários: