quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Os amantes do Círculo Polar

Não sei por que me lembrei deste filme. Nada aconteceu que servisse de estopim para eu pensar nele. Mas acontece que ele me voltou, assim, com todas as sutilezas e dolências de sua trama.

Recordo-me de como me senti, após assistir “Os Amantes do Círculo Polar” (Los Amantes del Círculo Polar/1998). Estava realmente tocada pela forma como Júlio Medem mostrou a história de dois jovens que se apaixonam ainda crianças, e os encontros e desencontros acontecem durante décadas, permeando suas biografias. A fotografia, tão metafórica, serve para compor as nuanças desses personagens e suas aventuras interiores.

Belíssimo... Poético...


0 comentários: