Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2014

Crazy For You | Parte 2 do deslumbramento

Imagem
Foto © Divulgação Assisti ao musical Crazy For You em dezembro do ano passado. Aconselho a quem estiver lendo esse texto que confira o que escrevi a respeito na época, antes de continuar, apenas para compreender melhor o que direi a seguir. Clique aqui para ler. A reestreia do musical em São Paulo aconteceu no final de semana passado. Crazy For You ficará em cartaz, com temporada popular no Teatro Sérgio Cardoso, até dia 21 de setembro. Domingo, fui ao teatro novamente, esperando por um espetáculo ainda mais afinado do que a primeira vez que o assisti, já que as apresentações vão sendo lapidadas com o tempo. Porém, encontrei um pouco mais do que esperava.  Na descrição do Crazy For You que assisti nesse fim de semana, cabem muitos adjetivos, mas um fica ecoando na minha cabeça: o espetáculo foi muito, mas muito bonito.  Não sei se os outros espectadores se sentiram como eu me senti, mas para mim era como se fosse possível sair de lá cantando, sapateando, s

Como se fosse história em quadrinhos

Imagem
Sábado passado, acompanhei uma amiga no seu fazer de produtora cultural. A Drika Bourquim trabalhava em uma programação paralela à da Bienal do Livro, realizada pelo SESC, que promoveu uma série de encontros entre autores em suas unidades. A do dia 30 de agosto aconteceu no SESC Pompéia, com dois autores que eu não conhecia e tive muita sorte de conhecer: David Mairowitz e Marcello Quintanilha. Mairowitz e Quintanilha são autores do cenário dos quadrinhos, do qual, não vou enganá-los, pouco sei, não por desgostar do segmento, apenas por não conhecê-lo.  Marcello Quintanilha e David Mairowitz Foto  © Drika Bourquim Encontros como estes são muito importantes, independente do segmento. Na minha função no Batuka! Brasil , festival no qual atuo como diretora de produção, os workshops com bate-papo entre os artistas e o público não somente sanam as dúvidas dos interessados no assunto, mas também inspiram muitos a fazerem escolhas que melhoram a sua própria relação com o fazer art