segunda-feira, 14 de março de 2011

A morte em cena

A morte é tema profundamente explorado nas artes. No cinema, ela tem sido abordada com classe e também com violência, na cadência da rotina, da surpresa, nas condições da espera.

A vida é o que nos prepara para a morte, mas como será a entressafra?

Além da Vida (After Life/2010) é um filme que trata do período entre a vida e a morte, este espaço em que, muitos acreditam, a pessoa é preparada para deixar completamente a realidade que conhece.

Eliot Deacom (Liam Neeson) é diretor de uma funerária e responsável pela preparação dos corpos para o funeral. Anna Taylor (Christina Ricci) é uma professora em um relacionamento complicado com Paul Coleman (Justin Long). Após uma discussão com Paul, Anna sofre um acidente e quando desperta está na mesa de trabalho da funerária.

Anna descobre, não da melhor forma, que Eliot tem o dom de conversar com os mortos que estão em transição entre a vida e a morte. Além de preparar o corpo para o funeral, ele ajuda a pessoa a aceitar que está morta.

Seria tudo muito simples de se entender se o filme não nos embrenhasse em detalhes que nos fazem duvidar se Anna está mesmo morta, e isso acontece durante todo o filme, em questões levantadas por ela e pelo destempero de Eliot, que brada que as pessoas levam suas vidas como se já estivessem mortas, e quando realmente estão, insistem em não querer acreditar no fato.

Paul é impedido de ver Anna na funerária, algo permitido somente aos familiares, mas que Eliot parece ter prazer em impedir. De alguma forma, Paul sente que há algo de muito estranho acontecendo naquele lugar, e passa a desconfiar de que Anna não está morta, principalmente depois de um dos alunos dela alegar que a viu em pé, pela janela.

A partir daí, o espectador muda de opinião várias vezes, e a verdade é que Além da Vida é um suspense que brinca com a nossa certeza, o que torna o filme ainda mais interessante. É um ótimo trabalho de atores – Neeson, Ricci e Long -, com um roteiro bem amarrado e uma direção eficaz de Agnieszka Wojtowicz-Vosloo, também uma dos três roteiristas do filme.


0 comentários: