sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Eric McCormack se reinventa em Perception


Foram 187 episódios em oito temporadas nas quais Debra Missing e Eric McCormack pintaram e bordaram da melhor forma possível, oferecendo uma sitcom de qualidade e humor afiado. Will & Grace foi, e continuará sendo, das melhores.

Desvincular-se de Will Truman, o advogado homossexual e suas aventuras com a melhor amiga Grace, uma designer de interiores heterossexual, poderia ser uma aventura das não muito agradáveis, não fosse Eric McCormack um talentoso ator.

McCormack, desde o cancelamento de Will & Grace, em 2006, não teve o mesmo destaque que essa série lhe proporcionou, participando de séries como convidado, entre elas Law & Order: Special Victims Unit e The New Adventures of Old Christine, e atuando na série-animação Pound Puppies, entre outros trabalhos. O que realmente faltava a ele era um papel para que pudesse mostrar que não somente de Will Truman vive o talento de Eric McCormack.




Perception estreou em julho na tevê americana. Uma produção da TNT, traz McCormack como protagonista, dando vida ao complexo Dr. Daniel Pierce, um excêntrico professor de neurociência atormentado pela esquizofrenia, que é contratado pelo FBI para ajudar a resolver os casos mais labirínticos. 

Gênios com transtornos psíquicos severos não são novidade nas telas. O diretor Ron Howard levou aos cinemas a história do gênio da matemática John Nash, com o belíssimo Uma Mente Brilhante (A Beautiful Mind/2001). Monk foi uma ótima série, com um toque cômico, que contava as aventuras do brilhante detetive de homicídios que sofria de Transtorno Obsessivo-compulsivo (TOC), interpretado Tony Shalhoub. Obviamente, Perception tem de provar a que veio, mas em poucos episódios, já provou que McCormack foi a escolha acertada para dar vida ao Dr. Pierce.





Como neurocientista, o Dr. Pierce vive às voltas com a ruminação sobre a sua condição. Afinal, ser um gênio não muda a sua situação. Personagens imaginários o ajudam nos necessários quebra-cabeças oferecidos pela agente do FBI, e sua ex-aluna, Kate Moretti (Rachael Leigh Cook).


O Dr. Daniel Pierce em nada lembra o alegórico e sedutor Will Truman, e isso é um elogio, porque, às vezes, um personagem marca a carreira de um ator de forma que fica difícil reinventar-se. Em Perception, McCormack vem se reinventando com todo o talento que lhe cabe.





MacCormack vem construindo Daniel Pierce com muito cuidado, e os resultados têm sido gratificantes. Acredito que, finalmente, ele recebeu o personagem que merecia para voltar às séries. É bom vê-lo interpretando um personagem tão complexo sem torná-lo uma caricatura. Sendo assim, ele coloca Will & Grace no seu devido lugar, mas respeitosamente: no passado.


0 comentários: